Hortifruti dá lucro?

Hortifruti dá lucro?

 

Hortifruti dá Lucro? Essa pergunta bem comum, é a primeira que paira na cabeça daqueles que querem ganhar dinheiro com Hortifruti , dispõem de capital para iniciar o próprio negócio no ramo de FLV e ainda não tem a mínima noção de como trabalhar com hortifruti.

 Digo, porque eu também não era do ramo de FLV e como tudo nesta vida tem um aprendizado, fui adquirindo conhecimentos para atuar na área.  

É essencial ter cautela em um investimento inicial, fazendo boas escolhas, pois se tratando de HFs, produtos altamente perecíveis, a dedicação e observação de detalhes fazem a diferença no bolso do investidor, principalmente na hora de apurar os resultados.

A grande vantagem de trabalhar com hortifruti é que eles são produtos essenciais na alimentação de todas as pessoas, somando com a tendência de hábito da sociedade que busca ter uma alimentação saudável, torna o setor de FLV imune a graves riscos econômicos. 

Lucrar com hortifruti, assim como qualquer outro ramo do comércio, requer usar a “caneta e o papel”, registrar e controlar tudo!

A prática de controlar e registrar tudo tem que fazer parte do dia-dia do administrador do negócio.

É muito importante o administrador ter ou buscar conhecimentos e vivência financeiras, como:

Entradas e saídas, despesas fixas, despesas variáveis, custos fixos, custos variáveis, ponto de equilíbrio, lucro bruto, lucro líquido, perda contábil etc.

Acompanhar relatórios de progressões, vendas diárias, rupturas de produtos, os mais vendidos, entre muitos outros indicadores que venham ajudar o administrador a visualizar o cenário da empresa.

Não basta apenas o empreendedor fazer no final do mês aquele balanço contábil com seu contador e pagar os funcionários, vai muito além disso.

Abaixo segue os cinco passos que trarão uma rentabilidade maior no setor de hortifruti.

 

#5 passos para ter uma boa rentabilidade no hortifruti.

 

#1 – Fazer uma boa negociação

 

Significa negociar produtos de maneira estratégica, técnica e planejada. 

Tenha em mente a negociação “ganha ganha” para se manter parcerias futuras e lucrativas com seus fornecedores, evitando atritos e descontentamentos entre as partes.

Procure negociar maiores volumes e melhores preços de hortaliças em safra, verificando bem a qualidade do produto e suas fases.

 

#2 – Distribuir e movimentar margens

 

margem de lucro dos produtos de FLV, não podem ser fixa. Apesar de ser uma prática comum entre os supermercadistas, as margens devem ser movimentadas, para que os preços de venda não fiquem fora do preço real de mercado.

margem de lucro é estabelecida pela área comercial ou pelo próprio dono do negócio de acordo com os seus interesses.

Há supermercados por exemplo, que propositalmente não planeja reter lucros do hortifruti e pratica margens de lucro de produtos,abaixo de 15%, 20%, praticando preços de venda bem abaixo do mercado, apenas como um chamariz para atrair clientes a comprarem em outros setores mais rentáveis do supermercado. Por isso, muitos leitores me perguntam:

 Como aquele supermercado pratica preço tão baixo em “tal” produto? – Aí explica uma estratégia de mercado que é muito usada.

Veja em outro artigo mais detalhado sobre: Como alguns supermercados vedem mais baratos seu hortifruti?

Todavia, o inverso dessa operação mercadológica, aqueles que possuem foco direcionado a rentabilidade no FLV, precisam direcionar os esforços e variar suas margens de lucro cautelosamente, produto por produto, para que os ganhos apareçam de forma satisfatória.

Reduzir o preço de venda quando alguns produtos estiverem sendo rejeitados pelos consumidores, é uma boa opção para evitar a queda da rentabilidade e consequentemente ajudar na diminuição da quebra. 

Em um último caso, é melhor vender pelo preço de custo do que ter prejuízo.

Se o resultado da margem de lucro for inferior a do setor em que está atuando, é hora de olhar a operação, identificar os erros, corrigi-los para retomar a rentabilidade.

 

#3 – Explorar as promoções e seus canais

 

Conheço uma frase que diz:  ” A Venda Cura tudo

Quer a solução de todos os problemas e alcançar os sonhos de um comércio rentável cheios de lucros?

Então faça acontecer a venda! Todos os seus problemas (quase todos) diminuirão.

Só não adianta ter uma boa venda (rentabilidade) e não ter nenhum controle de despesas e custos. 

 Pratique sempre as promoções e cauterize “na cabeça” de seus clientes que o seu negócio pratica boas promoções.

Veja, mais dicas desse assunto nos artigo: Como fazer propaganda no hortifruti .

 

#4 – Realizar uma boa operação

 

Nada vai valer mesmo que os passos anteriores forem executados, se passar despercebido o quarto passo referente ao modo de operação do hortifruti, onde consiste no transporte, recebimento, abastecimento e registro no check-out. Os produtos de HFs são considerados os mais perecíveis da cadeia de alimentos e todo o cuidado desde a colheita até o consumidor, trará excelentes resultados de rentabilidade. O transporte também deverá ser feito de acordo com os padrões de qualidade. Práticas adequadas de recebimento, conferência nos locais de venda, abastecimento regular e técnico vão contribuir para que todo o negócio opere de maneira harmoniosa.

 

# 5 – Fazer investimentos

Para crescer tem que investir. Investir no negócio é um combustível necessário ao alcance do sucesso e até mesmo a permanência no meio comercial. Há diversas formas de investimento, mas cabe ao empreendedor ou gerenciador identificar o momento certo dessa aplicação. No FLV por exemplo, falando de estrutura, pode-se pensar investir em equipamentos, bancadas, bancas, refrigeradores, balanças etiquetadoras, leitores, ampliação do espaço, estacionamento, comunicação visual, tecnologia etc. Já em marketing e propaganda, o investimento pode direcionar em:  Anúncios em jornais, rádios, tabloides, sites de classificados, televisão, redes sociais e blogs. Por último, o investimento intelectual pode investir: mão de obra especializada, capacitação, treinamentos, cursos e contratações de cargos de gestões com liderança focada no ramo.

Hortifruti dá lucro? Bancada de frutas e Legumes inclinadas.


Hortifruti dá lucro? Bancada de frutas e Legumes inclinadas.

 

 

Os inimigos do Lucro

Como falei em artigos anteriores, o ramo de FLV dentro do varejo conta com um percentual de perda natural que por consequência do perfil do negócio, é aceitável atingi-lo, porém, sendo acima do esperado, afeta o rendimento e o lucro. A partir do momento em que essa situação começa a fugir do controle, os lucros consequentemente vão cair por uma má administração da quebra operacional, e contábil.

Outro fator importante à se combater para obter os lucros no hortifruti, é reduzir os custos desnecessários para aquele momento, fazendo um Brainstorming (coletividade de idéias em grupo) e pratica-las, afim de que todos da organização estejam envolvidos para a redução dos gastos.

Caso queiram entrar a fundo nos detalhes abordados aqui, acesse Tire dúvidas e esclareça todas as dúvidas sobre o assunto do seu hortifrtui.

Espero ter ajudado. Abraços.

Comentar com o Facebook

28 Comentários para Hortifruti dá lucro?

  • Claudio Willams Diniz Figueirêdo  Diz:

    Bom dia,
    Excelente matéria. Estou por enveredar por esta seara que é o seguimento de Hortifruti.
    Já tenho um ponto em vista que inclusive fica de esquina tem estacionamento e próximo de residências e apartamentos. O que me deixa um pouco pensativo é a questão da existência de uma padaria que fica do outro lado da rua , também de esquina , que inclusive conta com um setor pequeno de Hortifruti.
    Nesse ponto de vista pode-se ver como um concorrente pequeno / médio porte ? Ao tempo que penso no futuro em também ter um espaço destinado a produtos tipo um mercadinho cuja padaria também conta com tal espaço. Pelo exposto, peço vossa sugestão. Obrigado.

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Cláudio tudo bem?
      É, a concorrência faz parte da trajetória de todo negócio, se tem oferta e procura, demanda e produto, tem concorrência, isso é inevitável. Acho que o interessante no seu caso é você usar o seu concorrente e identificar as suas principais deficiências para implantar no seu futuro negócio e conquistar seu espaço de venda no mercado local. Outro ponto importante é que se ele é uma padaria, seu foco central não é o hortifruti e sim a padaria, que no meu ver não atrapalharia seu negócio, se você for bom no que faz e persistente haverá espaço pra você sem problema e o sucesso com certeza vai aparecer.

      Abraços.

  • José Luiz Monteiro da Costa  Diz:

    Bom dia Rogerio Prado, tenho interesse em montar um hortifruti e gostaria de elaborar um plano de negocio.

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá José Luiz tudo bem?
      Caso precise da minha ajuda com seu plano de negócio entre em contato: contato@hortifrutivarejo.net
      Abraços.

      • José Luiz Monteiro da Costa  Diz:

        Com certeza preciso de sua ajuda em alguns pontos do plano de negocio, e sempre bom contar com pessoas com nivel de experiência que você tem ficarei mais confiante.

  • Ivo Geraldo Dos Santos  Diz:

    Ola Rogério Prado.
    Gostei muito de suas dicas,Pois tenho interesse de montar um sacolão,já tenho o ponto,pois o local é bom,acho que tem tudo pra dar certo.
    Desde já um forte abraço.

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Ivo tudo bem?
      Que bom que o site tem o ajudado. Espero que você tenha sucesso em montar o seu hortifruti, se precisar de mais ajuda entre em contato.
      Abraços.

  • Karina aquino  Diz:

    Rogério queria sua ajuda para fazer meu Plano de negocio pretendo abrir meh hortfruti mais tenho muitas duvidas a respeito

  • Bruno Marinho  Diz:

    Muito bom tudo que vc escreveu!!
    Estou pesquisando para abrir meu próprio negócio com hortifrutis em minha própria casa vc deu boas dicas que pretendo seguir pra fazer meu estabelecimento crescer.
    Só preciso saber como vou saber das qualidades dos produtos como as frutas e verduras?

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Bruno tudo bem?
      Obrigado por acompanhar o site.
      Um dos primeiros passos que você deve dar antes de abrir o seu negócio, é uma pesquisa de mercado nas redondezas onde pretende abrir, para averiguar se há necessidade de um hortifruti. Em paralelo, você deve fazer seu plano de negócio, levantando informações operacionais, logísticos, financeiros e viabilidades, fornecedores, etc.

      Abraços.

  • Jair  Diz:

    Boa tarde Rogerio!
    Estou querendo entrar no ramo de hortifruti, trabalho com vendas no seguimento de matinais abastante tempo.porem quero montar meu próprio negócio.
    Gostaria de alguns conselhos além desses que são ótimos.seria uma Quintanda de bairro. Estou querendo montar meu próprio negócio mais oque é preciso pra poder realizar esse sonho em realidade?

  • Davi Adelino  Diz:

    Olá Rogério. Antes de tudo, gostaria de te parabenizar pelo blog. Estou desenvolvendo um projeto para vender produtos orgânicos numa kombi. Como nunca trabalhei com FLV, gostaria que você me desse umas dicas de estocagem e preservação dos produtos.

  • Anderson F. Garcia  Diz:

    Olá, gostei muito deste conteúdo. Gostaria de saber, como posso praticar preços para determinados produtos, contando com os gastos do alguél, água, luz e telefone. Estou pensando em abrir um negócio nesse ramo e fico em dúvidas quanto a isto. Desde já, agradeço. Obrigado!

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Anderson tudo bem?
      A composição do preço é uma das etapas finais do negócio, pois ele compõem diversos fatores de custos do quais nesta altura já terá informações necessárias para compor os preços, por exemplo:
      Despesas fixas = São as despesas que não mudam, ou seja, sabe dos valores fixos ao fim do mês. Independente se você for vender mais ou não.
      Despesas variáveis: São as despesas que são proporcionais à compra de produtos, ou sua produção, impostos, fretes etc.
      Tudo isso, mais a margem bruta constitui o preço final do produto.
      Sugiro que você levante dados iniciais anteriores a este que são mais importantes para o sucesso do negócio. Dê uma olhadinha em alguns artigos no blog:
      Como montar um hortifruti sacolão
      Abraços.

  • Reginaldo  Diz:

    Parabéns pelo blog.
    Adquiri um hortifruti bem localizado com 12 anos de ponto…porem as finanças não estao dando lucro esperado…tenho um hortifruti a 200mts e um mercado a 150mt. Onde estou errando talvez na margem?

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Reginaldo tudo bem?
      Há alguns fatores que contribuem para uma baixa lucratividade. Vou citar 3:
      1 – Venda baixa; 2- custo altos 3 – Péssima negociação com fornecedor;
      Note que cada situação prejudica a outra. Estão interligados. Se você faz uma ruim negociação, não tem como praticar margens boas, com isso, os preços ficam altos, a quebra aumenta e os custos sobem. Vira uma bola de neve.
      Sugiro que identifique a principal causa do problema, e não o problema em si. Se você chegou a conclusão que suas margens estão erradas, existe uma causa para isso. Caso precise de ajuda entre em contato será prazer. Tire Dúvidas.
      Abraços.

  • Anna Caroline Maia  Diz:

    Olá Rogerio, estou pensando em montar um sacolão na cidade onde moro, ainda não há nenhum estabelecimento assim na cidade. Aqui temos um Ceasa, e gostaria de saber como devo me portar a eles, pedindo preço, produtos, entrega, exclusividade, etc..

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Anna tudo bem?
      Minha opinião para quer quer começar um hortifruti é fazer um bom plano de negócio, para rascunhar no papel erros que poderão ser evitados.Há na internet diversos modelos de plano de negócio, inclusive no site do SEBRAE. Inicie seu plano e quando chegar na etapa de fornecedores, verifique qual melhor forma de fornecimento. Se você vai comprar no Ceasa, ou encontrará distribuidores.
      Abraços.

  • Leonardo  Diz:

    Bom dia,
    Muito bom suas orientações; estou pensando seriamente em abrir hf, porém moro numa cidade pequena, 25mil hab, que já possui alguns estabelecimentos dessa natureza, qual a dica para me diferenciar?

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Leonardo tudo bem?
      Que bom que tenha gostado do blog. A concorrência poderá existir para qualquer ramo, aposto que se você tivesse a intenção de abrir uma pizzaria já teria várias na sua cidade. Mais reparou que apesar de elas existirem a cada esquina, ainda continuam atuando neste mercado? Então, o segmento de hortifruti é menos explorado ainda, quem mais se beneficia são os próprios supermercados. Então se é o seu desejo, vai em frente invista, pois se você estudar bem os seus concorrentes, fica fácil fazer algo diferencial. Exemplo, trabalhe com farináceos embalados.
      Se desejar dê uma olhada:
      como montar um sacolão
      como vender mais o hortifruti
      como ganhar dinheiro com hortifruti
      Tire dúvidas
      abraços.

  • José Francisco Nogueira Neto  Diz:

    Olá Rogério!
    Muito bom e esclarecedor!
    Estou entrando no seguimento de hortifruti como produtor. Caso tenha alguma sugestão a respeito agradeço.
    Grande Abraço!!!
    Francisco

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá José tudo bem ?
      Obrigado espero ter ajudado. No ramo da agricultora já abrange mais técnicas que eu não tive vivência.
      Abraços.

  • Luiz matos  Diz:

    Muito bom seu blog parabens trabalhei 10 Anos em controle de estoque home sou conferente de flv

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Luiz tudo bem?
      Obrigado, que bom que gostou do conteúdo. E parabéns pela trajetória no FLV.
      Abraços.

Comentário