Vender Frutas Legumes E Verduras Na Rua Dá Dinheiro?

Vender Frutas Legumes E Verduras Na Rua Dá Dinheiro?

A mais de vinte cinco anos atrás, era bem comum fazer compras em locais próximos de nossas casas. Raramente uma família ia as compras tão longe.

As compras diárias eram feitas em mercadinhos de bairro, açougues, mercearias e padarias, que por sinal existem até hoje.  

No geral, somente duas classes utilizavam automóveis para as compras em lugares mais distantes, a classe média e alta.

Com isso, as vendas itinerantes nas cidades brasileiras eram maiores e mais frequentes, bem comuns e muito mais populares.

Mas o que são vendas itinerantes?

As vendas itinerantes são vendas ambulantes, sejam elas feitas de porta em porta, com ou sem veículos.

Entretanto, o que vamos abordar aqui é a venda de legumes e verduras com veículos.

Infelizmente no decorrer dos anos, a venda de frutas, legumes e verduras nas ruas foi perdendo cada vez mais o seu espaço.

Existem diversas causas que levou a falta de interesse dos consumidores ao serviço itinerante.

Na minha opinião, os cinco principais fatores são:

1 – Maior facilidade de locomoção do consumidor;

2 – Aumento da variação e quantidade de lojas no varejo;

3 – Estilo de vida dos consumidores;

4 – Aumento de condomínios nas cidades;

5 – Medo da procedência dos produtos ou serviços;

Apesar disso, com toda mudança na economia e o surgimento de novas profissões, o serviço ambulante de venda nas ruas tem tomado força nos últimos anos.

Consequentemente esse segmento só tem a crescer caso siga uma linha de modernização do serviço.

Embora os fatores acima atrapalhem o serviço itinerante de vendas na rua, trago aqui neste post estratégias para driblar esses fatores. 

No caso de produtos de hortifruti por exemplo, há diversas vantagens.

E será que vender frutas legumes e verduras na rua dá dinheiro?

É isso que vamos ver a seguir.

 

Vendendo Frutas Legumes E Verduras Na Rua De Forma Estratégica

 

Em primeiro lugar, pra vender frutas, legumes e verduras na rua e conseguir um bom dinheiro é preciso seguir seis passos que considero importantes para iniciar o negócio.

Seguir esses seis passos tornará o negócio de venda de hortifruti na rua mais rentável e produtivo.

 

#1- Personalização Do Carro De Venda De Hortifruti

 

Primeiramente, personalização é dar caráter pessoal, atribuir aspecto e qualidade ao veículo que irá vender os produtos de hortifruti.

Esse é um dos grandes diferenciais dos vendedores de rua hoje, ou seja, caracterizar o carro de acordo com o negócio, afim de passar maior credibilidade aos seus consumidores.

Tenho como exemplo os carros Food trucks.

Sua identidade passa mais segurança e confiabilidade aos consumidores com a personalização de seus carros.

A criatividade não tem limites para a personalização.

Pode usar adesivos, balcões refrigerados, expositores, banners de divulgação, boa dicção para gravar o som do carro, entre outras ideias.

Em um outro post no link abaixo, comentei sobre os tipos de carros para vender verduras nas ruas e ganhar dinheiro.

Como montar um hortifruti bus 

Com toda certeza, a escolha de um veículo econômico com baixa manutenção, faz toda diferença. Afinal, o gasto do carro entra na despesa do negócio.

Vender Frutas Legumes E Verduras Na Rua Dá Dinheiro?

Fonte da imagem no site: https://www.cpha.ca

 

#2 – Quais Serão Os Fornecedores

 

Em seguida, é preciso escolher bons fornecedores e produtos de qualidade.

Como a variedade e a quantidade de produtos são limitados no carro itinerante de venda de hortifruti, precisam estar frescos a todo o momento da venda.

Procure não fazer grandes estoques, porém se caso não for possível, tenha estoques apenas de produtos mais duráveis.

Os CEASAS são as melhores opções para encontrar os fornecedores.

 

#3 – Escolher Produtos de Giro De Venda

 

Procure escolher produtos de alto giro, ou seja, os que mais vendem e tem maior preferência na região de atuação.

Com certeza, dependendo da região de venda, o produto pode ter maior aceitação do que em outra região. 

Com o decorrer do tempo, será possível adequar os produtos que mais vendem, conforme a freguesia for aumentando.

No geral, os produtos que mais vendem na rua são:

Batata, cebola, tomate banana, mamão, maçã, alface, couve, cheiro verde e cebolinha…

 

#4 – Preparação Dos Produtos Para Venda Na Rua

 

Outro detalhe importante que faz toda diferença pra ganhar dinheiro com a venda de verduras na rua, é a preparação dos produtos.

Ao vender frutas legumes e verduras na rua é preciso ser criativo e facilitar a vida do consumidor de forma rápida e prática.

Já pensou, o cliente aguardando a pesagem dos produtos no meio da rua, as 15 horas da tarde, com o sol de rachar mamona?

Sem condições né…

Além de perder um futuro freguês, também perderá tempo em vender nas demais ruas do bairro.

Então como fazer para facilitar a compra do hortifruti itinerante ao cliente?

Simples!

É preciso preparar linhas de produtos prontos.

Um pouco de cada coisa, todos pesados, precificados e embalados.

Sendo assim, facilitará tanto a compra de seus clientes.

Por exemplo:

  • Sacos de meio quilo, um quilo, três quilos de batata;
  • Bandejas de isopor de legumes embalados (veja fotos de produtos embalados)
  • Utilização de embalagens padronizadas.
  • Prefira saquinhos de rede e bandejas PVC embalados a filmes. (Evite saquinhos plásticos para embalar produtos)

Em resumo, o importante é padronizar os preços para facilitar o troco.

Precificando os sacos e bandejas de hortifruti por unidade, será muito mais fácil e rápido a negociação.

Contudo, é indispensável pesa-los corretamente na hora de preparar todos os produtos.

Essa prática com certeza, vai organizar e contabilizar a entrada e saída dos produtos.

Por fim, as verduras precisam ser vendidas no mesmo dia, pois são muito sensíveis com as trocas de temperaturas.

Evite estoca-las.

 

#5 – Definição Do Itinerário Das Vendas Na Rua

 

A escolha do itinerário do carro de venda do hortifruti é crucial para o sucesso do negócio.

É uma parte do estudo da pesquisa de mercado.

É preciso fazer bom estudo dos bairros, afim de, identificar quais serão os melhores bairros com uma clientela mais consumidora.

As horas e os dias também precisam ser definidos de acordo com os bairros. 

É importante o consumidor criar o hábito do dia e hora que o carro das frutas legumes e verduras vai passar em cada rua.

Dessa maneira o cliente acaba acostumando com a rotina da compra.

Conhecendo bem a cidade não é tão difícil identificar os bairros que os clientes vão aderir melhor os serviço de hortifruti itinerante.

Por exemplo:

Os bairros mais antigos e tradicionais, geralmente tem moradores mais idosos, sendo assim, tende a aderir melhor o serviço de venda de hortifruti na rua.

Por outro lado, os bairros de população com faixa etária mais jovem, a maioria fica o dia todo fora de casa, no trabalho, na faculdade etc.

Ao mesmo tempo, é preciso avaliar as particularidades da cidade.

Vale lembrar que nenhum desses estudos são regras, são apenas tendências de outros casos.

 

#6 – Legalização

 

Finalmente, a legalização é uma das formas mais corretas de se iniciar o negócio, ainda mais se tratando de venda itinerante de hortifruti. 

Há diversas vantagens, tanto para o negócio quanto para o empreendedor em relação a ter um CNPJ.

Entre eles, fazer um empréstimo bancário, por exemplo.

A abertura de empresa que mais se adéqua ao perfil do vendedor ambulante de hortifruti é o MEI ( Micro Empreendedor Individual), isso pelo valor do faturamento anual e pelo baixo imposto que o empreendedor paga.

Conheça mais sobre o MEI no site:

Portal do Empreendedor

Os vendedores ambulantes de produtos alimentícios como o hortifruti por exemplo, precisam passar credibilidade e confiança aos clientes.

Em conclusão, podemos entender como funciona o ciclo de demanda dos clientes.

A demanda chamada onda de variação é aquela que, em um certo momento está em baixa.

Porém ao decorrer do tempo, o que se achava ultrapassado tornou-se novamente presente no gosto do consumidor, invertendo o cenário da situação.

Isso pode acontecer com uma diversidade de negócios, produtos, serviços, moda e viagens.

Assim, vender frutas legumes e verduras na rua dá dinheiro, quando se tem um novo diferencial perante aos demais.

Bom pessoal, espero ter ajudado.

Abraços.

Comentar com o Facebook

2 Comentários para Vender Frutas Legumes E Verduras Na Rua Dá Dinheiro?

  • JBMS  Diz:

    Acabei de descobrir o blog e está ajudando bastante. Estou estudando a possibilidade de abrir um. Obrigada

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá JBMS que bom que está ajudando.

      Grande abraço.

Comentário