A Importância Em Vender Grãos E Farináceos

A importância em vender grãos e farináceos.

Muitos não sabem, mas os grãos e farináceos além de nutritivos devem fazer parte do mix de venda dos produtos do FLV.

No geral, a presença desses produtos no hortifruti, ganham credibilidade e trás bastante rentabilidade ao negócio.

Mas espere!

No hortifruti, o ideal de venda não são os grãos e os farelos já embalados pelas marcas que encontramos nos supermercados?

No FLV a coisa é diferente.

Acompanhem. 

 

Conhecendo Os grãos E Farináceos

 

Em primeiro lugar, antes de mais nada é importante conhecer um pouco da categoria citada.

Eles são bem promissores e na minha opinião, caiu um pouco no esquecimento do comércio em geral, ainda mais com a chegada de grandes marcas que comercializam os produtos.

Antigamente, esses grãos e farináceos eram comercializados em armazéns nos centros das cidades, e eram trazidos do campo.

Sua forma de comercialização era totalmente à granel.

Hoje só encontramos esses produtos comercializados dessa forma em centros de distribuições, mercados municipais, empórios e quitandas tradicionais.

 

Os Principais Grãos E Farináceos Mais Comercializados

 

Existe uma infinidade de grãos e farináceos, porém, para sermos mais objetivos no trato dessa questão, aqui comentarei os mais popularizados e comercializados nos estados brasileiros.

Os feijões: 

Feijão preto, feijão carioquinha, feijão rajado, feijão vermelho, feijão branco, feijão flageolet (feijão verde), feijão fradinho, feijão andu, feijão de corda , feijão de fava, feijão moyashi e feijão azuki.

As lentilhas:

Lentilha puy, lentilha verde, lentilha vermelha, lentilha argentina e lentilha canadense.

Ervilha:

Ervilha partida, ervilha inteira

Outras variedade:

Amendoim, amêndoa crua, arroz arbório, arroz integral, aveia flocos grãos, canjica branca, canjica amarela, castanha de caju crua, centeio, soja, gergelim, girassol, granola, grão de bico, macadâmia, milho para pipoca e semente de abóbora.

 

Farináceos:

Farinha de Aveia, farinha d’água, farinha de mandioca –  fina, grossa, quebrada, torrada e polvilhada, farinha de milho amarela e branca, farinha de rosca, farinha de linhaça, fécula de mandioca, fubá, polvilho azedo e trigo para quibe.

Clique na imagem para ampliar

 

Grãos E Farináceos Lucro Garantido Dentro Do Hortifruti

 

Os grãos e farináceos possuem larga escala de vantagem ao vende-los dentro do hortifruti.

Uma delas é sua vitalidade mais longa que demais produtos.

Quando estocados e expostos de maneira adequada, respeitando suas quantidades de venda, não existem perdas significativas desses produtos.

Existem distribuidores de grãos e farináceos dentro e fora dos CEASAs que vendem esses produtos no atacado com sacos que varia de 10 a 50 kg.

 Entretanto, a forma de exposição e venda dentro dos hortifruti vai depender do formato individual de cada negócio.

Por exemplo:

Um local separadamente como se fosse um mini-empório com caixas acrílicas e transparentes atendimento a granel.

O inconveniente desse tipo de exposição e que será necessário um funcionário todo o tempo para servir.

Outro fator negativo é com a qualidade dos produtos que tendem a serem prejudicadas por uma constante exposição ao ar.

Uma das maneiras mais adequadas é o auto-serviço, onde todos os produtos ficam preparados para o cliente escolher e comprar.

 

Clique na imagem para ampliar

 

exposição de grãos e farináceos

Exposição de auto-serviço Grãos e farináceos: Foto: Rogerio Prado

 

A importância em vender grãos e farináceos no hortifruti não só traz uma boa lucratividade, como também diferencia o negócio caracterizando ainda mais a ideia de ter um hortifrutigranjeiro completo.

Espero ter ajudado.

Um abraço.

Comentar com o Facebook

Comentário