Meu Hortifruti Está Dando Prejuízo

Meu hortifruti está dando prejuízo.

O prejuízo é um dos patamares que nenhum empreendedor quer chegar.

Sabemos que o motivo de um hortifruti está no prejuízo pode ir de A a Z. Entre eles, podem ser motivos externos e internos.

Entretanto, todo sucesso ou fracasso de um determinado negócio é reflexo da gestão dos que estão no comando.

Sempre que podemos. devemos nos antecipar as crises com ações preventivas dentro do nosso negócio.

Dê uma olhadinha também em ações preventivas : Medidas emergenciais em um hortifruti em crise.

Como aqui pretendemos estudar um hortifruti dando prejuízo, vamos tentar de forma sucinta achar algumas medidas genéricas para diagnosticar o problema.

clique para ampliar

Meu hortifruti está dando prejuízo

Hortifruti em prejuízo

 

Sete Principais Passos Para Tirar Um Hortifruti Do Prejuízo

 

#1 – Levantamento Do Controle Financeiro E Dos Prejuízos

 

Em primeiro lugar, antes de tomar qualquer ação com relação a crise no hortifruti, é fundamental saber qual é o tamanho do prejuízo.

Isso, pode ser diagnosticado pelos próprios controles pessoais do gestor ou através do escritório de contabilidade que presta o serviço.

Aqui deverão ser apurados todos os registros como:

Faturamento, despesas variáveis, despesas fixas, porcentagem da perda mensal, enfim, todas as receitas e despesas.

 

#2 – Análise Das Despesas E Do Capital De Giro

 

Ao chegar nos números e ter conhecimento de qual conta não está fechando, é preciso analisar todas as despesas da empresa e se essas despesas estão compatíveis com a realidade de se manter a própria empresa em funcionamento.

O capital de giro também precisa ser analisado, ou seja, se o valor está adequado para manter a funcionalidade da empresa.

A solução de repente, pode ser um empréstimo para normalizar o capital de giro.

 

#3 – Redução De Despesas

 

Uma empresa abarrotada de altas despesas, geram baixas liquidez e prejuízos.

Ao analisar que as despesas da empresa estão reduzindo os lucros, é importante reavaliar cada gasto e se possível corta-los.

Os gastos  impossíveis de serem cortados, precisam ser controlados imediatamente.

 

#4 – Apurar E Reduzir Percentuais De Perdas

 

Com toda certeza, torna-se necessário a reavaliação dos percentuais de quebra do hortifruti.

É preciso focar nos resultados, dedicar medidas operacionais para redução de perdas.

Esse é um grande vilão dentro do hortifruti.

Leia também :Como diminuir a quebra no hortifruti.

 

#5 – Reavaliar Práticas Operacionais

 

Semelhantemente, este é um momento ideal de reavaliação de todas as práticas operacionais na empresa.

Reaver os processos, criar ou redesenhar fluxograma de processos e repensar em práticas que, outrora, eram vistas como importantes e que neste momento de crise precisa ser modificada.

É aqui que também aplicamos o brainstorming.

 

# 6 – Sair Da Zona De Conforto INOVAR

 

Ao repensar as práticas operacionais, em consequência à tais mudanças, o ideal é sair da zona de conforto e inovar o negócio.

Talvez a inovação não requer mais injeção de investimentos e sim, de como os processos são realizados.

É muito difícil sair da zona de conforto, pois nos obrigada a pensar e até mesmo as vezes aumentar nosso trabalho para criações e decisões importantes.

 

# 7 – Contratação De Assessoria Ou Consultorias

 

Talvez, nenhum desses passos anteriores foram bem compreendidos pelos gestores, e ou até mesmo suas realizações não surtiram efeitos desejados.

Antes que o gestor tome medidas precipitadas como, o fechamento do hortifruti, venda do ponto ou declaração de falência é importante que o empreendedor tenha o auxílio de pessoas com experiências vividas na prática neste mesmo cenário e ramo de atuação, o hortifruti.

Essa assessoria vai direciona-los aos passos necessários e até mesmo auxilia-los a tomar decisões, das quais vimos acima apresentados de forma consciente. 

Por mais que o empreendedor tenha experiências no ramo, certas ocasiões, são de suma importância a visão de outros profissionais que também tenham conhecimento de caso.

 

Conclusão

Em resumo, claro que os passos acima apresentados, foram de forma bem genérica.

Cada organização, possui suas individualidades que precisam ser analisadas com muito cuidado e  moderação possível.

Certamente, depende do empreendedor querer salvar sua empresa da extinção e falência.

Todavia, aos leitores empreendedores que, por acaso, possuir dificuldades e necessitam de ajuda com assessoria e consultoria de seus negócios no ramo de hortifruti, entrem em contato, para que possamos discutir sobre o assunto.

Abraços. 

Comentar com o Facebook

Comentário