O que deve saber um repositor de hortifruti

repositor de hortifruti

                                                                      O que deve saber um repositor de hortifruti

 

Neste artigo vou comentar algo simples dentro da operação de hortifruti, que as vezes passam despercebidas as mais básicas práticas fundamentais para se ter um hortifruti de sucesso e o que deve saber um repositor de hortifruti? Claro que você deve estar pensando: Já entendo tudo sobre hortifruti ou que já sabe ser um bom repositor e que não é necessário explorar novas técnicas. Está enganado! Sempre digo que nossos conhecimentos nunca são suficientes, temos sempre o que aprender. Por mais que tenhamos experiência em uma determinada área, precisamos aprender sobre, querendo saber outras experiências totalmente diferentes e soma-las de alguma forma.

Quando comecei a trabalhar com FLV não tinha nenhuma ideia ou experiência de como diferenciar a qualidade dos produtos e nem identifica-los, porém, com o tempo, fui aprendendo. Este artigo poderá ajudar pessoas que estão começando no negócio, entrando agora no ramo, gerentes, encarregados, supervisores, e até mesmo aqueles que estão se recolocando no mercado de trabalho e busca uma nova área.

Não tem uma sequência certa para seguir os padrões operacionais do hortifruti devido a determinadas regiões ou tipos de negócios serem diferentes uns dos outros, mais só pra ficar mais fácil, vou seguir uma ordem de 6 etapas essenciais para que fique melhor compreendido.

 

 

Técnicas de hortifruti

1 – Técnica PEPS (Primeiro que entra primeiro que sai): Uma das principais coisas a se saber um repositor é como funciona o PEPS. O PEPS é um método de trabalho que obedece uma regra bem simples de exposição de mercadorias, afim de que elas sejam expostas ao cliente obedecendo a data de fabricação. Isso se dá devido ao grande giro de mercadoria que existe no varejo, elas são recebidas diariamente com lotes de fábricas e datas de fabricação diferentes. Por isso, é necessário que haja organização e ordem na sequência de abastecimento, sendo que as mercadorias com lotes e datas recentes sejam abastecidas por último, e uma vez na área de venda, precisam estar no fundo das gôndolas. No setor de hortifruti não é diferente, porém, existe algumas exceções nesta sequência.

As datas seguidas dos produtos de hortifruti podem obedecer diferentes fatores e em alguns estados sendo que alguns produtores colocam rótulos de identificação do produto e este acompanha a data de sua colheita.  Para os fornecedores que não tem etiquetas de identificação, alguns fatores precisam ser obedecidos para que seja feito o PEPS da mercadoria de forma correta dentro do hortifruti. Na prática, para os produtos in natura e a granel, o correto é retirar toda a mercadoria da banca na área de venda e repor a mais recente, logo após isso, segue o abastecimento com a mercadoria que já estava exposta na loja. 

  •  Grau de maturação: O grau de maturação dos produtos conta muito na hora de seguir a regra do PEPS, por exemplo: Temos um mamão formosa em exposição na loja que recebemos ontem do fornecedor. Ao receber uma nova carga hoje pela manhã, notamos que o mamão formosa de hoje está mais maduro e pronto para consumo e venda. Então o que podemos fazer é abastecer o produto normalmente sem retirar o do dia anterior da banca.  
  • Dia da entrada do produto: Uma sequência a seguir é o dia que entrou o produto e se este produto chegou no período certo, sem maturação acelerada. Aí a regra continua a mesma.

É muito importante esse processo para que se mantenha o frescor do FLV, retirando os produtos inadequados e melhorando constantemente a exposição.

2 – Aprender conhecer os produtos que trabalha: Aprender com o que está trabalhando e o que vendem é o básico do hortifruti. O ideal para quem está iniciando, é todos os dias reservar meia hora para fazer comparações dos produtos de FLV que mais apresentam dificuldades de aprender e decorar o nome. Faça pesquisas de livros ou na internet desses produtos aprendendo a identifica-los. Existirão produtos que levarão mais tempos para diferencia-los, mais não se preocupe, até mesmo quem tem anos de hortifruti acaba caindo na pegadinha de confundir alguns produtos que são muito parecidos, se preocupe em conhecer os básicos como abaixo dos quais as pessoas mais se confundem:

  • Frutas: Mangas, melões, bananas, abacaxis, laranjas, ameixas, caquis, maçãs, goiabas, peras, uvas e mamões.
  • Legumes e verduras: Abóboras e pepinos, escarola, alfaces, rúcula, agrião, e quase todos os temperos in naturas como alecrim, orégano, manjericão etc.

3 – Conceito 3P 1 L ( Produto, precificação, planograma e limpeza): O nome desse conceito foi trazido pelo Grupo Pão de Açúcar da França implantado pelo grupo Casino e que na minha opinião é muito objetivo e eficaz. É importante o repositor de hortifruti ter em mente essa sigla para ajuda-lo a criar uma maneira rápida de trabalho dentro de um padrão. Uma vez abastecido o PRODUTOpenso rápido em precifica-lo PREÇO na área de venda,  o PLANOGRAMA é seguir o layout do qual já está pré-estabelecido no FLV. Se a cada instante eu abasteço um determinado produto em lugares diferentes, dá uma impressão de desorganização e dificulta a compra do cliente. A LIMPEZA é um processo contínuo de todas outras etapas, tanto no início do abastecimento que é feito um PEPS, como também no final sendo necessário observar as vascas, balcões e até o chão.

4 – Noções de venda, estoque e quebra: Não pense você que o repositor não precisa ter esses conhecimentos como: venda, estoque ou quebra, muito pelo contrário, é importante para ambos os lados que o repositor tenha pleno conhecimento dos números do FLV, nem que sejam superficiais. O repositor é a peça-chave para a melhoria da operação e um forte indicador para os problemas e gargalos. Quanto mais qualificado o repositor ser, maior o seu valor profissional, ajudando a cadeia hierárquica do negócio, isso sem contar com as oportunidades de crescimento.

Curso atendimento ao cliente

Curso atendimento ao cliente

5 – Ter um bom atendimento ao cliente: Por isso que no começo do artigo eu disse que a ordem seria apenas para compreensão, pois este quarto tópico é como se fosse o primeiro. Eu sempre digo que atendimento ao cliente 70% pode ser aprendido e 30% é um dom pessoal. E porque dom pessoal? Ter diálogo e atenção com as pessoas não é perfil para qualquer um, precisa desenvolver este dom. Ser automático no atendimento em algumas situações não resolvem muito, é preciso atender

Curso para expositores de supermercados.

Curso para repositores de supermercados.

olho no olho para que o cliente veja que está sendo escutado e valorizado. Como aqui o foco não é tratar desse assunto, procure materiais, cursos e treinamentos que levam o aperfeiçoamento do atendimento ao cliente. Aqui neste artigo à esquerda, tenho um bom material sobre atendimento ao cliente que com certeza vai te ajudar muito na capacitação e a desenvolver técnicas de vendas e atendimento ao cliente.

 

6 – Dinâmicas Comercias: Entendo como dinâmica comercial tudo aquilo que é feito dentro do varejo onde é excepcional e fora da rotina do dia-dia. 

O que deve saber um repositor de hortifruti

Hortifruti organizado e reposto cuidadosamente, tratado com carinho

No hortifruti, há várias dinâmicas e boas práticas que futuramente vou tratar de alguma delas aqui no blog, pois sem dúvida, é um assunto muito bacana. A principal dinâmica que um repositor de hortifruti pode fazer, são as “vendas de boca”, como é feito em feira livre. Degustação ao cliente no momento da venda, torna-se crucial e vende. Saiba mais do profissional que você é ou está querendo ser. Não espere a oportunidade bater em sua porta, vá atrás dela. Na esquerda desse assunto, tenho material muito bacana para repositores de supermercados e continue a aperfeiçoar o que estava lendo neste artigo e melhore seu currículo.

Comentar com o Facebook

16 Comentários para O que deve saber um repositor de hortifruti

  • Igor  Diz:

    Olá sou novo nessa área preciso de idea no abastecimento e pontas se puder me ajudar agradeço

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Igor tudo bem?
      Dê uma lida no geral no blog e nos artigos que dizem de abastecimento que vão ajudar:
      Abraços.

  • Andrei  Diz:

    Olá.. tudo bem.. gostaria de parabenizar vc pelo blogs.. bom sou líder do flv em um rede de supermercados, gostei muito das suas dicas e ideias, queria dar uma opinião a vc.. tipo q vc falasse sobre frutas, legumes e suas épocas…no q apostar pra ter bons preços… E também de fotos de trabalhos feitos em hortifruti.. pontos extras, área de venda.. etc.. obrigado pela atenção desde já..

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Andrei tudo bem?
      Obrigado que bom que gostou do conteúdo. Sim é muito bacana receber sugestões para melhoria no blog. Sua sugestão é muito valiosa, só ainda não tenho feito esses artigos devido as particularidades regionais dos produtos, seus preços e abundância. Mas podemos tentar dividir em blocos regionais no Brasil. Enquanto a fotos, dê uma olhadinha na seção de fotos do site no link FOTOS. Logo serão inseridas muito mais fotos de projetos de negócios.
      Abraços.

  • Adriana  Diz:

    Boa noite está lendo seu blog queria saber se vc tem algumas dicas para conseguir organizar meu balanço de flv

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Adriana tudo bem?
      Primeiramente antes de se fazer um balanço no hortifruti é preciso saber se você tem uma organização na contagem de entrada (compra) saída (venda) e perda (quebra) de produtos no seu hortifruti. Se for tudo contabilizado por sistema melhor ainda. Você precisa contar produtos no balanço conforme sua entrada, seja por quilos, ou unidade, em seguida, organize a loja e efetua a contagem. A diferença, sistema X estoque é sua quebra contábil.
      Dê uma olhadinha no artigo : Inventário rotativo no hortifruti.
      Vai dar uma ajuda. Qualquer coisa entre em contato por email, caso precise de mais ajuda.
      Abraços.

  • Fábio Ricoy  Diz:

    Olá Rogério! Primeiro gostaria de parabeniza-lo pelo Blog. Pesquisei bastante na internet e não há material com qualidade e quantidade iguais ao que você disponibiliza aqui.
    Meu objetivo é montar um hortifruti e estas informações são de grande importância. Mandei um e-mail para você, pois tenho interesse em aprofundar neste assunto e poderíamos caminhar para contratação de uma consultoria especializada. Aguardo seu retorno!
    Abraço,

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Fábio tudo bem?
      Obrigado pela atenção e que bom que tenha gostado dos assuntos do blog. Com certeza, estou indo averiguar seu e-mail, para amadurecermos suas ideias.
      Até mais.
      Abraços.

  • Eltton But  Diz:

    Boa noite Rogerio
    Gostei muito da sua matéria
    Estou trabalhando a 1 ano e 10 meses na feira e minha banca vende temperos ( especiarias ) Além de alho , cebolas , ervas medicinais e etc e tendo essa visão de feira q tem frutas ,legumes ,verduras estou querendo mas pra frente abrir um hortifruti pra começo não uma grande mas bem ajeitado arrumado e organizado que nem vc citou e pesquisando na web acabei aqui
    , parabéns pela matéria vou levar seus conselhos para meu negócio , apesar q pesquisando tem muitos hortifruti em São Paulo E muitos são bem grandes com muitas variedades Mas e começando de vagar q se chega longe , mas meus parabéns bela matéria .

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Eltton tudo bem?
      Obrigado e espero que sempre visite o blog, tenho certeza que poderá te ajudar no dia-dia do seu trabalho e incentivo de abrir um hortifruti com características do boutique. Como você mesmo disse, tudo é devagar, mais se tem esse desejo, comece a investir na sua ideia que aos poucos você já está com o seu hortifruti montando. Se precisar de ajuda técnica ou consultoria pode entrar em contato no ttire dúvidas.
      Abraços.

  • Cristiane  Diz:

    Boa Noite
    Gostei muito de sua dicas,sou encarregada de pereciveis,e o meu maior problema em quebras e hortfruti,estou tendo muitas quebras com relacao a tomate,batata,banana,mamao,o que me sujere?
    se poder me ajudar agradeco.

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Cristiane tudo bem?
      É um prazer saber que os profissionais da área visitam o blog. Os produtos que você mencionou são commodities de muito giro e consequentemente possuem quebras mais altas. A sugestão que te dou é você identificar porque eles estão quebrando além do normal:
      1 – Verifique se há estoques ou excessos do seu pedido;
      2 – Verifique se já não está recebendo produtos de categorias bem inferiores, ou com má qualidade;
      3 – Diminuir as exposições, fazendo rodízios nas bancas;
      Abraços.

  • Daniel Pompeu MOura  Diz:

    Boa Noite. gostei das recomendaçôes feitas do assunto abordado. Estou começando a trabalhar nesse ramo, e estou gostando. como nunca é demais aprender… quero poder aprender mais a respeito do setor de hortifruti com você. abraço.

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Daniel tudo bem?
      Fico feliz que o blog está te ajudando neste novo desafio da sua vida. Com certeza aprender nunca é demais. Se precisar de algo pode entrar em contato.
      Abraços.

  • RUDINEI CORREA UNGARETTI  Diz:

    Boa Noite!
    Gostei muito das dicas. Pretendo ser um leitor assíduo do Blog.
    Quero continuar recebendo matérias a respeito. Estou abrindo um Hortifrúti e toda a dica e bem vinda, afinal estamos sempre aprendendo.

    Att.
    Rudinei Ungaretti

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Rudinei tudo bem?
      Seja bem vindo. Fico feliz com o seu comentário e com certeza, invista nos conhecimentos que trarão sucessos para o seu futuro hortifruti. Caso precise de ajuda é só entrar em contato.
      Abraços.

Comentário