Como acertar nas compras de hortifruti

pedido hortifruti

Como acertar nas compras de hortifruti

 

Hoje um dos maiores desafios no varejo brasileiro é a cadeia de logística dos produtos perecíveis, incluindo o controle de administrar uma boa compra e uma gestão de estoque. Mais como acertar nas compras de hortifruti?

Existe algumas ferramentas e indicadores que facilitam e muito este trabalho diário do comprador de FLV. Mais também dentro dessa facilidade temos os vilões enganadores que podem afetar e comprometer este controle.

Tudo é válido para facilitar o trabalho do dia-dia, por isso, tenho aqui um material muito legal e útil, o primeiro, uma planilha de pedido de fornecedores, que ajudarão nas compras, o outro, são dois e books: como controlar estoques e gestão de compras que estão logo abaixo do artigo para download.

Segue agora abaixo algumas das ferramentas mais conhecidas de gerenciamento de um hortifruti:

Sistemas operacionais e gerenciais: Os sistemas gerenciais quando bem desenvolvidos facilitam o controle das compras do FLV. A maioria desses softwares ERP são desenvolvidos por empresas privadas que analisam toda operação para desenvolver a necessidade do seu negócio. Se você acha que colocar um software não é necessário em seu hortifruti, está totalmente enganado, você poderá desenvolve-lo simplesmente para controlar entradas e saídas, facilitando o seu controle de estoque.

Entrada – Saída=Estoque = Est Virtual – Qbra = Estoque real

Realizar inventários gerais mensais :Um processo muito importante para quem trabalha diretamente com sistemas é a alimentação do mesmo com informações corretas, isso é feito através de balanços e inventários no hortifruti que corrige todas as distorções, além de trazer um resultado satisfatório.

Realizar inventários rotativos: Na minha opinião, esse tipo de inventário é muito eficaz trazendo um resultado a curto prazo. O inventário rotativo, pode ser aplicado no hortifruti semanalmente nos itens de maior giro e de maiores incidências de erros, por exemplo, escolha os produtos e divide-os na semana metade alto giro e outra metade incidentes:

Inventários Rotativo

Segunda-feira:                                     
Giros: Batata,cebola
Incidências: Manga palmer, maça fuji
Terça-feira:
Incidência: Pepino japonês, banana prata
Giros: Cebola, laranja

Quando supervisionava alguns supermercados no decorrer do meu trabalho, em uma das conversas com donos de lojas e gerentes, ficava surpreso em saber que em seus negócios não se realizavam inventários no hortifruti. Coisa da idade da pedra. Quanto atraso! E estou falando de hortifrutis que vendiam em média de R$ 300.000 mil mensais. Imagine o descontrole total desses proprietários! Então amigo, tenha um bom controle do seu negócio com o ideal de fazer inventários quinzenais ou mensais, isso ajustará constantemente seu sistema e saberá qual será sua quebra operacional e contábil.

Parâmetros de vendas: Reserve um tempo para efetuar levantamentos de vendas diárias dos produtos de FLV, principalmente os commodities, fazendo registros por ordem dos mais vendidos, como por exemplo, a batata. Faça o levantamento da semana inteira e coloque observações dos produtos em oferta.

 

As variações de estoque

Mesmo corrigindo com inventários e contagens rotativas diárias, o ideal para se manter o sistema com a menor margem de erro possível, é repassar o estoque fisicamente com uma contagem rápida, visualizando estoque e loja antes da compra. Isso é necessário porque há vários fatores que variam o número real do estoque de FLV em um sistema como alguns deles:

  • Perda de peso natural: Alguns produtos por mínimo que seja, tem uma certa tendência de perda de peso natural.
  • Peso da caixa abaixo do padrão: Ex: caixa com 20kg de tomate e entrou no estoque com 18,7 kg. Para corrigir esse erro, o ideal é o conferente fazer uma amostragem de caixas com grandes volumes de um determinado produto ou pesagem completa de todos os itens quando possível.
  • Registro de perda incorreto: O registro da quebra precisa ser o mais preciso possível para não distorcer o estoque, uma vez que todos os dias no hortifruti são retirados os produtos impróprios para consumo.
  • Registrar os produtos corretamente no PDV: Aqui mora um grande perigo e um dos maiores vilões, tanto no resultado da quebra, quanto na adequação do estoque, sem falar na quebra contábil, pois se o operador de caixa registrar uma banana nanica sendo ela prata, você perderá dinheiro. Em breve, darei algumas dicas para contornar esse erro tão frequente hoje em supermercados e varejões.
  • Degustações de clientes: Dependendo da frequência em se fazer degustações, elas podem afetar o estoque. O certo é conscientizar funcionários e clientes não comerem descontroladamente no interior da loja.  

Então recapitulando, antes de fazer as compras de hortifruti, vamos ter em mãos as ferramentas básicas: Sistema gerencial, efetuado inventários mensais e rotativos, registros de parâmetros de venda e ajustar as variações de estoque e visualizar estoque e loja.

Comentar com o Facebook

6 Comentários para Como acertar nas compras de hortifruti

  • Anderson Alves de Sousa  Diz:

    Boa tarde.

    Muito rico os seus textos, estou aprendendo cada vez mais e tendo vários insights. Agora, onde encontro fornecedores que possam entregar em meu estabelecimento?

    Obrigado e sucesso.

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Anderson tudo bem?
      Obrigado e fico feliz em saber que os textos estão te ajudando. Se você busca fornecedores que entreguem em seu estabelecimento, tem que procurar as distribuidoras de hortifruti próximas da região do seu estabelecimento. Eles podem possuir box dentros dos CEASAS ou fora em qualquer região. Você teria que fazer uma breve pesquisa em sua região.
      Abraços.

  • Leandro Antunes  Diz:

    Gostei dos artigos muito bom parabéns

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá Leandro tudo bem?
      Obrigado e espero o seu retorno.!

  • Jose uelinton gomes  Diz:

    estou trabalhando para reduzir as quebras do hortifruti da minhas lojas,
    mas minhas vendas cairam bastante

    • Rogerio Prado  Diz:

      Olá José tudo bem?

      Entendo no que você está passando em seu negócio. Só que a primeira coisa fundamental para a redução da quebra, é você vender. Se as suas vendas não vão vem, vai acontecer o oposto, sua quebra vão aumentar, mesmo que você compre pouco. Se você focar seus esforços em reduzir quebra e esquecer da venda, você deixará de comprar produtos frescos com qualidade com certo medo de perde-los e aí os produtos da sua loja irão ficando murchos e estragados na bancas espantando seus clientes. Analise as estratégias de venda, consolide os clientes e depois foque na perda.

      Abraços.

Comentário